HIV e o Sistema Imunitário
tudo sobre o hiv, sintomas do hiv e prevenção - vihda

HIV e o Sistema Imunitário

HIV é um vírus que tem como alvo o sistema imunitário, responsável por defender o organismo das infeções e das doenças.

O tratamento antirretrovírico é fundamental para a gestão da infeção por HIV e para uma vida mais saudável, uma vez que permite reduzir o nível do vírus no seu organismo e abrandar ou impedir os danos no sistema imunitário.

O tratamento de HIV não é uma cura, porém, pode ajudá-lo a manter a sua saúde e a melhorar a sua qualidade de vida.

Contagem das células CD4

A contagem das células CD4 revela o estado do sistema imunitário e diminui ao longo do tempo, caso HIV não inicie tratamento antirretrovírico.

Quando a contagem das células CD4 diminui, tal significa que o organismo está a perder a capacidade de combater as infeções, resultando no aparecimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA).

O tratamento, ao controlar o vírus, provoca o aumento da quantidade de células CD4 para que o sistema imunitário possa funcionar devidamente.

A contagem das células CD4, pode ser afetada por vários fatores, além da infeção por HIV, tais como, a ansiedade, o tabagismo e hábitos de vida pouco saudáveis.

Atualmente, independentemente da contagem de células CD4, está indicado o tratamento da infeção por HIV com antirretrovíricos, logo após o diagnóstico.

Carga Viral

A carga viral é o número de cópias de vírus por cada microL de sangue. Quanto mais elevada for a carga viral, maior a capacidade do vírus destruir o sistema imunitário e causar doença.

Por outro lado, uma pessoa com carga viral muito elevada transmite mais facilmente a infeção a outras pessoas, por exemplo, nas relações sexuais desprotegidas.

O objetivo do tratamento de HIV é reduzir a carga viral para um nível não detetável.

Uma carga viral baixa reduz o risco de transmissão de HIV aos parceiros sexuais, bem como da mãe ao bebé durante a gravidez e o parto.

Sintomas de HIV

Numa fase inicial, podemos não ter sintomas da infeção por HIV. Contudo, ao longo do tempo, HIV enfraquece o sistema imunitário, podendo causar:

  • Infeções ligeiras ou crónicas
  • Inflamação dos gânglios
  • Diarreia
  • Emagrecimento
  • Febre
  • Tosse
  • Dificuldade em respirar

SIDA  (AIDS, em inglês)

Quando o sistema imunitário fica enfraquecido, desenvolve-se a SIDA (também conhecida como fase avançada da infeção por HIV).

A SIDA pode causar mais complicações no sistema imunitário, pelo que os doentes serão suscetíveis de contrair determinadas doenças infeciosas e cancros.

Lembre-se de que os doentes com HIV podem, atualmente, viver uma vida longa e saudável com um tratamento e cuidados médicos adequados.

Não hesite em contactar o seu médico para poder receber o tratamento mais adequado ao seu caso e viver uma vida mais saudável e longa com HIV.

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Relacionados
  • Longo prazo

    HIV a longo prazo

    A infeção pelo HIV pode causar determinados efeitos a longo prazo, afetando alguns órgãos do nosso corpo.

    Ver mais

  • Longo prazo

    HIV e o Rim

    A doença renal pode impedir que os rins funcionem devidamente e ocorrer com maior frequência em pessoas com HIV.

    Ver mais

  • Longo prazo

    HIV e o Sistema Cardiovascular

    Caso não seja tratado, o HIV pode aumentar o risco de cardiopatias.

    Ver mais

  • Longo prazo

    HIV e a Osteoporose

    As pessoas com HIV apresentam um maior risco de desenvolver osteoporose, pois a densidade mineral óssea diminui mais rapidamente do que a população em geral.

    Ver mais

Termos de utilização | Política de Privacidade | Sobre a MSD Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018