Módulo 4 – Curso pós-graduado – VIH e Envelhecimento

Renal Disease in HIV Infected and HIV/HCV Co-infected patients

Gestão clínica da doença renal em doentes infetados por VIH

Considerações finais

Em conclusão, observa-se que a prevalência de doença renal nos indivíduos com VIH ainda é elevada, considerando que cerca de 30% dos doentes infetados por VIH apresentam alguma alteração renal.32A progressão da disfunção renal pode levar ao desenvolvimento de IRC terminal, em que o doente necessita de tratamento de substituição (isto é, hemodiálise ou transplante). Há evidência de que a diminuição dos valores de eTFG, bem como a presença de proteinúria são fatores independentes  de mortalidade para DRC. Como tal, o diagnóstico é uma ferramenta crucial na prevenção e gestão clínica desta doença, focada na pesquisa de marcadores e monitorização regular e rigorosa.

Tendo em conta a etiologia multifatorial desta patologia e o seu largo espectro clínico, altamente variável, é fundamental a intervenção de equipas multidisciplinares de profissionais de saúde (nomeadamente, infeciologistas e nefrologistas). A intervenção de especialistas em doença renal deve ser a mais precoce possível, antes da alteração dos níveis de eTFG. Para além disso, a atuação ao nível das interações farmacológicas e ajuste de dose tem implicações importantes na redução do potencial de nefrotoxicidade associado aos medicamentos antirretrovíricos.

Nas recomendações internacionais,33,34 a TARV em regime duplo já está contemplada para situações especiais (por exemplo, doentes infetados por VIH e com glomerulonefrite); porém, esta terapêutica ainda não é considerada como de primeira linha para pessoas com disfunção renal, uma vez que a sua eficácia é inferior à dos regimes triplos.

Não obstante, o ensaio clínico NEAT001/ANRS143 comparou a administração de DRV/r, associado a RAL (braço para tratamento experimental) ou a FTC/TDF (braço para tratamento padrão), em indivíduos infetados por VIH com mais de 1000 cópias de ARN vírico/mL.36 Os resultados demonstraram que nesta população o regime sem NITR não foi inferior em termos de eficácia e segurança em relação ao tratamento padrão.

Logo MSD Termos de utilização | Política de Privacidade | Sobre a MSD Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018