Ter VIH não é ser VIH

O panorama da infeção por VIH mudou radicalmente nestas últimas décadas. De uma fase inicial onde a infeção conduzia inevitavelmente à morte, para a estado atual onde a ciência veio alterar o paradigma do que é viver com esta condição, transformando-a numa infeção crónica, perfeitamente compatível com um trajeto de vida normal, saudável e livre.​ Ter VIH não é sinónimo de não poder escolher ser quem se quer ser. ​ Nos vídeos que se seguem, apresentamos três histórias, que são inspiradas em casos reais, de pessoas que vivem com a infeção, mas que isso não as impede de serem a sua melhor versão.

Com 51 anos, o Fernando descobriu que estava infetado por VIH após um exame de rotina. Contudo, este vírus não o define e o mais importante da sua vida é garantir o melhor para os seus filhos. Assista ao seu testemunho.

O Francisco foi infetado após uma relação sexual desprotegida. No entanto, sente-se capaz de continuar a ser quem sempre foi, uma pessoa ambiciosa, com vontade de ascender na carreira. Conheça a história do Francisco.

A Rita sempre sonhou ser mãe. Após o diagnóstico da infeção por VIH, percebeu que podia continuar a ter este sonho e a sentir-se confiante e segura em relação à sua vida sexual. Descubra a história da Rita.

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Relacionados
Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018

X

Passo 1- Passo 2 - Passo 3
Informação da conta

Passo 1 -Passo 2- Passo 3
Informação pessoal

Passo 1 - Passo 2 -Passo 3
Informações e consentimento profissional