Módulo 4 – Curso pós-graduado – VIH e Envelhecimento

Renal Disease in HIV Infected and HIV/HCV Co-infected patients

Gestão clínica da doença renal em doentes infetados por VIH

Mensagens chave

  • Considerando os fatores de risco identificados para a população de indivíduos infetados por VIH, nomeadamente, os fatores demográficos, associados à infeção e às comorbilidades, é fundamental substituir na prática clínica o uso de fármacos com potencial nefrotóxico.
  • A acumulação de concentrações muito elevadas de TDF no túbulo proximal pode provocar alterações renais graves, nomeadamente, síndrome de Fanconi (0,3-2,0% dos casos), porém, o fármaco tem demonstrado valor acrescentado como TARV de primeira.
  • O pró-fármaco TAF permite diminuir a concentração plasmática de tenofovir, atingindo concentrações superiores nas células-alvo e alterando apenas ligeiramente os valores de
  • Para doentes infetados por VIH deve realizar-se um estudo básico da função renal, com uma periodicidade semestral e anual, respetivamente, em indivíduos, com e sem presença de fatores de risco para nefropatia.
  • Tendo em conta a etiologia multifatorial da DRC e o seu largo espetro clínico, é fundamental a intervenção de equipas multidisciplinares de profissionais de saúde.
Logo MSD Termos de utilização | Política de Privacidade | Sobre a MSD Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018