O que devo perguntar ao meu médico?
tudo sobre o hiv, sintomas do hiv e prevenção - vihda

O que devo perguntar ao meu médico?

Por que é necessário o tratamento?

O tratamento evita a reprodução do vírus no organismo e a deterioração do sistema imunitário.

De que modo devo tomar a medicação?

O médico indicar-lhe-á o regime de administração da medicação que deverá seguir, ou seja, a dose, a frequência, o momento adequado e, se necessário, os alimentos que devem ser limitados.

É muito importante tomar a medicação conforme prescrita pelo seu médico.


Qual o tratamento para a infecção por HIV que posso receber?

Em primeiro lugar, será estudado o seu caso para determinar quais são as suas necessidades. Em função disso, o médico aconselhará um tratamento ou outro e, em conjunto, poderão decidir o mais adequado ao seu caso. Por outro lado, deve ter conhecimento de que o tratamento consiste numa combinação de vários medicamentos distintos, que podem, ou não estar combinados num comprimido único.

Como poderei saber se a medicação está a funcionar?

Os especialistas responsáveis pelo seu tratamento verificarão, quatro a seis semanas após o respetivo início, se o mesmo está a funcionar.

Além disso, verificarão se está a seguir as orientações fornecidas, um requisito fundamental para obter resultados. Em seguida, de modo periódico – no início, a cada três meses e, posteriormente, se tudo estiver a funcionar devidamente, a cada seis meses –, será realizado um teste para quantificar a carga virica.

Quais são os efeitos secundários esperados?

Em primeiro lugar, não existem motivos para a ocorrência de efeitos secundários. Contudo, no caso de ocorrência, os mais frequentes são dor de cabeça, mal-estar geral, perturbações gastrointestinais, perturbações do sono, etc. A gravidade da maioria dos efeitos secundários é ligeira e estes ocorrem no início do tratamento. Caso um efeito secundário seja grave e/ou duradouro, é importante comunicar esse facto ao médico para este avaliar possíveis alterações na medicação. As análises de rotina permitem igualmente detetar a presença de efeitos secundários a médio e longo prazo.

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Relacionados
Termos de utilização | Política de Privacidade | Sobre a MSD Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018