Módulo 1 – Curso pós-graduado – VIH e Envelhecimento

Drug-drug Interactions and Polypharmacy in Older HIV Persons

O uso de antirretrovíricos em indivíduos idosos

Mensagens-chave

  • O início da terapêutica antirretrovírica, nos indivíduos com infeção por VIH e mais de 50 anos, deve ocorrer o mais cedo possível, independentemente da contagem de linfócitos T CD4+ e da presença ou ausência de sintomas. A escolha do regime antirretrovírico deve ter em conta as comorbilidades do doente e o perfil de toxicidade dos fármacos disponíveis.
  • Em relação ao backbone, as opções tradicionais podem não ser adequadas no indivíduo idoso. A escolha de regimes com ABC deve ser limitada aos doentes sem risco cardiovascular elevado e o TDF deve ser utilizado com cautela em doentes com compromisso da função renal e em mulheres com baixo peso.
  • Em relação ao 3.º fármaco, os IP têm maior potencial de interações, o EFV está associado a alterações neurocognitivas ou neuropsiquiátricas e não existe muita experiência com RPV. A classe mais adequada é a dos inibidores da integrase, pela menor probabilidade de interações medicamentosas e pela ausência de impacto metabólico.
  • Nos doentes diagnosticados de novo, o controlo da infeção por VIH é prioritário, sendo recomendado o início com um esquema terapêutico de 1.ª linha. Com a virémia controlada, poderá ser necessário ajustar o esquema de forma a garantir a menor toxicidade possível e o menor impacto nas outras comorbilidades.
  • Nos doentes infetados por VIH, a envelhecerem, o aparecimento de novas comorbilidades implica muitas vezes a revisão da terapêutica antirretrovírica. Muito frequentemente, os esquemas poupadores de nucleosídeos acabam por ser uma opção para reduzir ou prevenir situações de toxicidade. Por exemplo, a utilização de um inibidor da integrase com um IP ou de um IP com 3TC podem ser opções. Contudo, é necessário recolher mais informação sobre algumas destas novas combinações.
Logo MSD Termos de utilização | Política de Privacidade | Sobre a MSD Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. INFC-1273571-0000 11/2018