Uma perspectiva sobre o diagnóstico diferencial de demências